BUSCA POR EMPRESAS
CATEGORIA
ESTADO
CIDADE
Compartilhe:
Min.
Máx.
NOTÍCIA
25/09/2014
Paralisação da UPA em Avaré completa uma semana

Funcionários da construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Avaré (SP) continuam sem trabalhar por atraso no salário. Eles paralisaram os trabalhos há praticamente uma semana, na última quinta-feira (18), e desde então aguardam o pagamento que, segundo eles, foi prometido pela construtora responsável. Com a paralisação na obra que deve substituir o pronto-socorro, o atendimento médico continua sendo alvo de reclamações dos moradores.

Esta é a sexta vez em que a obra é paralisada por falta de pagamentos nos sete meses em que a obra é realizada. Na quinta-feira, a TV TEM e o G1 mostraram o problema. Na ocasião, o responsável pela empresa informou, por telefone, que o pagamento seria feito até a última sexta-feira (19), mas segundo os funcionários, o acordo não foi cumprido. “A gente não sabe que rumo tomar para estar recebendo. Continua do mesmo jeito, da mesma forma”, reclama o ajudante geral Everton Machado.

O diretor do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Imobiliária, José Luiz Fernandes, afirma que a suspensão nas obras deve seguir. “Vamos permanecer parado até que a empresa faça o pagamento do pessoal. Semana que vem é tem outro dia de pagamento e provavelmente vai atrasar o próximo. Então vamos ver com o departamento jurídico o encaminhamento que vamos tomar diante dessa situação."

A construção da UPA, prevista para começar em novembro de 2013, teve início em março deste ano. Agora, com os constantes atrasos nos salários e paralisações, segundo os trabalhadores, a obra orçada em quase R$ 3 milhões deve ultrapassar o prazo de entrega, previsto para novembro de 2014.

De acordo com a empresa, o pagamento dos 21 funcionários foi efetuado na terça-feira (23), além do pagamento de quatro rescisões, que também estavam em atraso.O novo prédio da UPA vai substituir o pronto-socorro municipal. De acordo com a prefeitura, a unidade terá mais equipamentos e capacidade para atender um número maior de pacientes. Enquanto isso não acontece, os moradores enfrentam a superlotação no pronto-socorro. O funileiro Abel Pinto Ramalho reclama da situação: “Todo mundo que está precisando de hospital está sendo afetado por causa dessa obra parada.”

Mas, por telefone, o diretor do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Imobiliária, José Luís Fernandes, negou que os funcionários tenham recebido os salários em atraso. Segundo ele, a empresa disse que pagaria metade do que deve em dinheiro e a outra metade em cheques. Os trabalhadores não aceitaram os cheques e, por enquanto, não houve acordo.

Obra da UPA de Avaré está paralisada por falta de pagamento (Foto: Reprodução/ TV TEM)

fonte: G1

CENTRAL DE ATENDIMENTO
Edifício Eldorado, R. Bahia, 1245 - Centro, Sala 09
41 - CEP 18700-090
Avare/Sp / SP